Evangelho segundo S. Mateus (6, 19-34)

Quarta, 24 Fevereiro

Primeiro. Coloque-se diante da presença de Deus, com uma breve oração. Invoque o Espírito Santo e deixe-se guiar durante o tempo deste exercício espiritual. Leia a leitura correspondente ao dia, se possível em voz alta, devagar e atendendo às palavras.

Segundo. Perceba o que Deus lhe quer dizer. Sublinhe ou escreva algumas palavras ou frases da passagem bíblica lida e que tenham ecoado no seu coração. Repita as mesmas palavras ou frases, como se as tivesse a decorar.

Terceiro. Dirija algumas palavras a Deus a partir dos temas ou dos acontecimentos que o momento anterior trouxe ao coração. Fale a Deus da sua vida, das pessoas e dos afazeres, das alegrias e das tristezas segundo o que a palavra de Deus lhe suscita na alma. Ou em silêncio faça companhia a Jesus.

Quarto. Parta do que Deus Lhe disse e do que o seu coração disse a Deus e estabeleça uma meta ou retire um propósito que traduza em acção o que Deus lhe inspirou neste tempo de oração.

Por fim, agradeça a Deus todos os bens da sua vida, renove a disposição para lutar pela Santidade e confie à Mãe do Céu as súplicas que traz na sua alma.

Mt 6, 19-34

19Não acumuleis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem os corroem e os ladrões arrombam os muros, a fim de os roubar. 20Acumulai tesouros no Céu, onde a traça e a ferrugem não corroem e onde os ladrões não arrombam nem furtam. 21Pois, onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração.
22*A lâmpada do corpo são os olhos; se os teus olhos estiverem sãos, todo o teu corpo andará iluminado. 23Se, porém, os teus olhos estiverem doentes, todo o teu corpo andará em trevas. Portanto, se a luz que há em ti são trevas, quão grandes serão essas trevas! 24*Ninguém pode servir a dois senhores: ou não gostará de um deles e estimará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e ao dinheiro.»
25«Por isso vos digo: Não vos inquieteis quanto à vossa vida, com o que haveis de comer ou beber, nem quanto ao vosso corpo, com o que haveis de vestir. Porventura não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestido? 26Olhai as aves do céu: não semeiam nem ceifam nem recolhem em celeiros; e o vosso Pai celeste alimenta-as. Não valeis vós mais do que elas?
27Qual de vós, por mais que se preocupe, pode acrescentar um só côvado à duração de sua vida?
28Porque vos preocupais com o vestuário? Olhai como crescem os lírios do campo: não trabalham nem fiam! 29Pois Eu vos digo: Nem Salomão, em toda a sua magnificência, se vestiu como qualquer deles. 30*Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã será lançada ao fogo, como não fará muito mais por vós, homens de pouca fé?
31Não vos preocupeis, dizendo: ‘Que comeremos, que beberemos, ou que vestiremos?’ 32Os pagãos, esses sim, afadigam-se com tais coisas; porém, o vosso Pai celeste bem sabe que tendes necessidade de tudo isso. 33Procurai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça, e tudo o mais se vos dará por acréscimo. 34Não vos preocupeis, portanto, com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã já terá as suas preocupações. Basta a cada dia o seu problema.»