Sacramento da Reconciliação

A confissão ajuda a formar a consciência, a lutar contras as más inclinações, a deixar-se curar por Cristo, a progredir na vida do Espírito.

Tempos de Confissão

O perdão dos nossos pecados não é algo que podemos dar-nos a nós mesmos. Não posso dizer: perdoo os meus pecados. O perdão é pedido a outra pessoa, e na Confissão pedimos o perdão a Jesus. O perdão não é fruto dos nossos esforços, mas uma dádiva, um dom do Espírito Santo, que nos enche de misericórdia e de graça que brota incessantemente do Coração aberto de Cristo Crucificado e Ressuscitado. Papa Francisco

Exame de Consciência

Aquele que quer obter a reconciliação com Deus e com a Igreja, deve confessar ao sacerdote todos os pecados graves que ainda não tiver confessado e de que se lembre depois de ter examinado cuidadosamente a sua consciência. CIC 1493

Confessores em São Nicolau

Padre Mário Rui Leal Pedras (PÁROCO)

Padre Hugo Miguel dos Santos (VIGÁRIO PAROQUIAL)

Padre Adelino Prata (DIOCESE DO HUAMBO)

Padre Henrique Mutali (DIOCESE DO HUAMBO)

Padre João Baptista (DIOCESE DO HUAMBO)

Padre Edgar Clara (DIOCESE DE LISBOA)

Padre Marcos Martins (DIOCESE DE LISBOA)

Padre Tomás Castel-Branco (DIOCESE DE LISBOA)

Padre Bernardo Maria Magalhães (DIOCESE DE LAMEGO)

Padre Lieven D’Hoker (MISSIONÁRIO DE SÃO JOÃO BAPTISTA)

Padre Fernando Ferreira (DOMINICANO)

Padre Gonçalo Abreu Rocha (OPUS DEI)

Padre Devendra Bhuriya (VERBITA)

Padre Padreep Kumarkullu (VERBITA)

Padre Abel Bandeira (JESUITA)

Padre António Vasco Coutinho (INSTITUTO BOM PASTOR)